O primeiro dia do Carnaval 2023 foi encerrado com reduções de mais de 55% dos crimes de furtos e roubos, e de 84% das lesões corporais, na comparação com o último carnaval, realizado em 2020. Os dados foram apresentados pelo secretário Marcelo Werner, na manhã sexta-feira (17), durante reunião de avaliação, no Quartel dos Aflitos, em Salvador.
 
Na quinta-feira de Carnaval foi computada apenas uma lesão corporal leve, contra 13 registradas no primeiro dia da folia em 2020. Já os roubos caíram 22,2%, sendo contabilizados quatro casos a menos que no mesmo dia da última folia. Os furtos acompanharam a tendência de queda, com 59,2% casos a menos.
 
Cerca de 70 objetos que poderiam ser utilizados como armas foram retirados das áreas da festa, entre ele facas, peixeiras e chaves de fenda. Um homem procurado por roubo também foi alcançado com o auxílio do Sistema de Reconhecimento Facial próximo ao circuito Osmar, no Campo Grande. Já o Corpo de Bombeiros realizou 95 atendimentos pré-hospitalares, um aumento de mais de 92% em relação ao último carnaval, em 2020. A corporação também executou 124 ações preventivas na noite de ontem.